Artes Marciais e Badminton dão início aos Jogos Abertos

04/04/2016
Artes Marciais e Badminton dão início aos Jogos Abertos

Por Tamíz Freitas


Como a organização do evento já esperava, a Quadra Poliesportiva Misael Antônio de Oliveira, em Nossa Senhora do Ó, ficou lotada durante o domingo (03). A abertura dos Jogos Abertos do Ipojuca e, posteriormente, os combates e a oficina do Badminton atraíram o público não só do distrito, mas de todo o Ipojuca. Aproximadamente 150 atletas provenientes de dez academias de luta no município se enfrentaram no Karatê, Jiu-Jitsu e Muay Thai. A solenidade de abertura reuniu autoridades locais e contou com a presença da Orquestra Criança Cidadã Meninos do Ipojuca.

Antes de a competitividade pairar sobre os tatames e o ringue, o clima amistoso perdurou por toda a solenidade de abertura, com o desfile dos atletas, o acendimento da pira olímpica, os pronunciamentos do prefeito Carlos Santana e do secretário Miqueias Silva e a execução dos hinos nacional e municipal. A Orquestra Criança Cidadã Meninos do Ipojuca também encantou o público com a execução de obras como “Viva La Vida”, “Sabiá” e “Asa Branca”.

Com os ritos iniciais finalizados, o Karatê deu início aos combates. Entre os caratecas, os amigos Hugo Miranda, 17; e Luiz Henrique, 16, enfrentaram-se e a rivalidade não foi deixada de lado. “Embora a amizade seja forte, damos o nosso máximo como lutadores no tatame”, disse Luiz. Adriane Ramos, 24, é competidora do Jiu-Jitsu e contou que há dez anos treina, mas ainda ouve que a modalidade esportiva é ‘para homens’. “É muito bom ver mulheres competindo e subindo a pódios, como eu hoje, pois mostra que qualquer tipo de esporte serve para a saúde, independente do sexo. Além disso, no Jiu-Jitsu, praticamos a autodefesa”.

Sabrina Cruz, 6, subiu ao ringue para demonstrar uma luta do Muay Thai com a amiga da mesma idade, Yanne Sofia. A desenvoltura das garotinhas foi ovacionada por todos e muitos torcedores não resistiram ao momento e gravaram trechos do embate. Sabrina foi apontada como a versão mirim da judoca e ex-campeã mundial de UFC, Ronda Rousey, devido à semelhança física. Se o talento também for parecido, a cidade do Ipojuca pode esperar muitos triunfos da garota num futuro próximo.

Outras notícias