Society decide título dos Jogos Abertos nos pênaltis

16/05/2016
Society decide título dos Jogos Abertos nos pênaltis

Tamíz Freitas / Fedepe


A cada ano o nível da competição fica mais alto e as equipes mais experientes e prontas para a luta pelo ouro em pé de igualdade. Essa já era uma certeza antes mesmo das partidas do futebol society começarem, na manhã do último domingo (15), na Praça 19, em Porto de Galinhas. O que nem a organização dos Jogos Abertos do Ipojuca 2016 ou os próprios times esperavam era o desempenho tão semelhante entre os jogadores ao ponto de várias partidas terem de ser resolvidas apenas nos pênaltis, a exemplo da grande final que coroou o Porto FC campeão sobre o Gavião, no placar de 3x2.

Treze equipes participaram da modalidade esportiva nos Jogos Abertos e se enfrentaram em jogos com dois tempos de 10 minutos cada, ao longo de três etapas até a fase final. Na primeira das semifinais, um dos favoritos ao título, o Cruz Azul, não conseguiu segurar o time do Gavião, que se definiu como o primeiro finalista depois de vencer por 6x2 o oponente.

A segunda semifinal, entre Porto FC e Jovens de Cristo demorou para ser concretizada já que o que seria a vitória simples por 1x0 do Porto FC não aconteceu, já que o rival empatou com um belíssimo gol ao final do segundo tempo, levando para os pênaltis. Mesmo assim, o resultado não foi muito diferente e, por 2x1 nas penalidades, o Porto FC seguiu rumo ao título. O 3º lugar ficou com o Cruz Azul, que buscou a redenção no 3x1 em cima dos Jovens de Cristo.

Com toda a pompa necessária à final, atletas, comissão técnica e arbitragem entraram na quadra e posaram para fotos. Quando o apito deu o início à partida decisiva, o jogo ficou truncado e terminou em 0x0. Mais uma vez, recorreu-se aos pênaltis e contando com um grande arqueiro, o Porto FC carimbou a vitória com o 3x2. Jairo dos Santos, também conhecido como “Bisteca” e sempre revelação nas quadras do vôlei de praia, foi o último a converter a cobrança e garantir a taça. “Só tinha que botar a bola para dentro, o que sempre faço. É isso, e somos bicampeões”, disse dispensando a humildade.



Outras notícias